Karina Buhr

 Foto: Andrea Possami

Foto: Andrea Possami

 
informacoesartistas-01.png

Karina Buhr compõe, canta, atua, é escritora, poeta, percussionista e uma das principais representantes da multiplicidade artística e original em sua geração. Tocou e fez participações em diversos discos e shows, além de trilhas sonoras de filmes, peças de teatro e dança e integrou o Teatro Oficina, participando da montagem de As Bacantes e Os Sertões. Com a trilha do longa metragem Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, ganhou o prêmio Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2012. Foi baiana no maracatu Piaba de Ouro em 1994 e 1995, tocou no maracatu Estrela Brilhante do Recife entre 1995 e 2000, com a banda Eddie entre 1995 e 1997, além de integrar as bandas de Erasto Vasconcelos, DJ Dolores e Antônio Nóbrega. Com a banda Comadre Fulozinha, lançou os discos Comadre Florzinha (1999), Tocar Na Banda (2002) e Vou Voltar Andando (2009). Como artista solo lançou Eu Menti pra Você (2010), Longe de Onde (2011) e Selvática (2015), além do livro de poemas Desperdiçando Rima.